Feeds:
Posts
Comentários

Em família

Depois de um bom tempo longe do fogão, voltei ao cômodo mais agradável da casa. E com a ajuda da minha filha caçula.

Já faz alguns meses que o restaurante TGI Friday’s fechou as portas na minha cidade que eu sinto falta de um prato que eu pedia todas as vezes em que ia lá: Potato Skins.

Fiz uma busca na Internet e encontrei uma receita no Cinara’s Place. Fiz algumas adaptações, mas acho que ficou bom para a primeira vez.

Ingredientes

– 6 batatas médias;
– 3 colheres de sopa de manteiga;
– 2 colheres de sopa de requeijão sabor cheddar;
– 200g de bacon em cubinhos;
– sal e pimenta-do-reino à gosto.

Mode de fazer

Frite o bacon e reserve. Lave bem as batatas, corte-as ao meio, lambuze-as com a manteiga e aqueça-as por 10 minutos no microondas. Retire um pouco do miolo, tempere com sal e pimenta-do-reino, preencha o espaço com o requeijão e jogue o bacon por cima. Arrume as batatas numa forma e leve ao forno pré-aquecido a 200°C. Asse por 15 minutos e sirva.

Da próxima vez eu faço com cheddar de verdade e faço o sour cream.

Retorno do filho pródigo

Após uma longa ausência retornei ao cômodo mais agradável da casa.
No último domingo decidi cumprir uma promessa feita à minha família e que há muito postergava: comemos Tortillas de Patatas.

Este é um prato muito comum na Espanha, fácil de fazer e com ingredientes que sempre temos em casa. Como foi a primeira vez, ainda não sabia o tempo ideal a deixar no fogo e também senti falta de uma omeleteira.

Como somos muitos aqui em casa, fiz duas. Percebendo um pequeno insucesso na primeira, melhorei o resultado da segunda.

Ingredientes:
– 6 ovos;
– 5 batatas médias;
– 1 cebola;
– 2 colheres de sopa de óleo de girassol;
– 2 colheres de sopa de manteiga;
– sal;
– pimenta do reino;
– orégano;

Modo de fazer:
Aqueça 1 colher de sopa de óleo e 1 colher de sopa de manteiga em uma frigideira. Pique a cebola e deixe dourar; reserve. Cozinhe um pouco as batatas, mas elas precisam ainda estar firmes. Corte-as em rodelas. Bata os ovos em um pote fundo, acrescente as rodelas de batatas, a cebola, o sal, a pimenta e o orégano. Misture bem. Aqueça o restante de óleo em uma omeleteira (ou frigideira, como no meu caso) e despeje a mistura. Observe o fundo da tortilla e quando estiver um pouco firme, vire-a (este procedimento é mais fácil e mais seguro com uma omeleteira) Deixe dourar um pouco dos dois lados e está pronta para servir.

Como já mencionei antes, eu não tenho uma omeleteira (ainda) e por isso quebrei um pouco a tortilla na hora de virar. Mas a segunda ficou quase perfeita. É uma pena que não lembrei de fotografá-la.

Foi um sucesso!!!

Anarriê!

Aproveitando o clima junino, ontem foi dia de canjica. Hoje em dia não é mais necessário deixar os grãos de molho de um dia para o outro e nem mesmo cozinhar na pressão. A Vapza vende um pacote de canjica pré-cozida que é ótimo.

Ingredientes:
– 1 pacote de canjica pré-cozida;
– 1 lata de leite condensado;
– 1/2 litro de leite integral;
– 3 cravos;
– canela em pó a gosto.

Modo de fazer:
Fure o pacote de canjica com um garfo e pressione os grãos até deixá-los bem soltos. Numa panela, aqueça a canjica com o leite até ameaçar ferver. Junte o leite condensado e os cravos e deixe 5 minutos em fogo baixo. Desligue o fogo e sirva com canela em pó.

Eu tenho em casa um livro bem legal para aqueles momentos em que não temos idéia do que fazer, Nunca Mais Pergunte o que Fazer para o Almoço é bem legal pois tem receitas fáceis de fazer e com ingredientes bem fáceis de encontrar no mercadinho perto de casa.

Neste fim de semana estava folheando o livro quando encontrei essa receita que me pareceu interessante. Como sempre fiz algumas modificações na receita original o que pode ter sido a razão da boa receptividade do prato lá em casa.

Primeiro, a receita pedia que se derretesse a manteiga para temperar o frango mas eu preferi fritá-lo direto na manteiga. Além disso, mandava cortar o peito do frango em apenas dois pedaços e eu preferi fatiá-lo depois de fritar. E claro que não não podia deixar de usar alho, meu tempero predileto, que não constava da receita original.

Ingredientes:
– 2 peitos de frango desossados e sem pele;
– 3 colheres de sopa de óleo;
– 2 colheres de sopa de manteiga;
– 1 tablete de caldo de galinha;
– 1/2 xícara de vinho branco;
– 1 xícara de creme de leite;
– 2 colheres de chá de mostarda;
– 1 colher de chá de páprica doce;
– 2 dentes de alho amassados;
– pimenta do reino a gosto.

Modo de fazer:
Corte os peitos de frango na metade e tempere com o alho e a pimenta. Aqueça uma colher de óleo junto com a manteiga e frite o frango até dourar. Retire o frango da panela e reserve. Na mesma panela em que fritou o frango, acrescente o caldo de galinha e o vinho para fazer o molho. Cozinhe em fogo alto até reduzir a mais ou menos 1/2 xícara. Junte o creme de leite, a salsa, a mostarda e a páprica. Cozinhe por uns 2 minutos sem deixar ferver. Fatie os peitos de franco e frite mais um pouco no restante de óleo. Regue as fatias de frango com o molho e sirva.

O nosso frango foi acompanhado de arroz branco e salada verde, mas eu senti falta de um pouco mais de cor. Preciso bolar uma alternativa de emergência para situações como esta.

Picadinho na cerveja

Esse é um prato que eu fiz exatamente como estava na receita. Ficou bom, mas não empolgou. Acho que da próxima vez vou fazer uams mudanças.

Ingredientes:
– 4 colheres de sopa de óleo;
– 1 cebola picada;
– 2 dentes de alho amassados;
– 1,5kg de coxão mole (ou alcatra) em cubinhos;
– 2 xícaras de chá de cerveja;
– 2 xícaras de chá de palmitos picados;
– 1 xícara de chá de azeitonas verdes descaroçadas e picadas;
– 2 colheres de sopa de cheiro verde picado;
– sal e pimenta do reino.

Modo de fazer:
Em uma panela grande, aqueça o óleo, junte a cebola e refogue em fogo alto até começar a dourar. Acrescente a carne, previamente temperada com o alho, a pimenta e o sal, e frite até dourar. Despeje a cerveja, espere ferver, abaixe o fogo e cozinhe por 5 minutos em fogo médio. Adicione os palmitos e as azeitonas, tampe a panela e deixe cozinhar por mais 10 minutos, mexendo ocasioalmente. Junte o cheiro-verde, misture e retire do fogo. Sirva com arroz branco e salada verde.

Filé Oriental

Mais uma receita fácil de fazer e que causa uma ótima impressão (pelo menos lá em casa).

Ingredientes:
– 300g de coxão mole (ou alcatra);
– 3 colheres de sopa de óleo;
– 1 xícara de chá de moyashi (broto de feijão);
– 1/2 pimentão vermelho;
– 1 cenoura média;
– 1 cebola picada;
– 2 dentes de alho;
– 1 xícara de chá de molho de soja (shoyo);
– pimenta do reino;
– salsa picada;

Modo de fazer:
Corte a carne em tiras e tempere com o sal, o alho e a pimenta. Em uma panela, aqueça 2 colheres de óleo e doure a carne. Reserve. Lave o moyashi e escorra o excesso de água. Corte o pimentão em palitos e a cenoura em rodelas. Aqueça o restante do óleo, refogue a cebola até amolecer, acrescente o pimentão e a cenoura refogando mais um pouco. Acrescente o moyashi, a carne reservada e o molho shoyo. Misture bem todos os ingredientes, deixe cozinhar em fogo brando por uns 5 minutos. Salpique a salsa e sirva com arroz branco.

Bom apetite!!!

Café

Durante muito tempo eu pensei que não gostava de café. Mesmo assim, houve uma época em que na empresa na qual trabalhava só havia um bebedouro, no meio do andar, e no entanto havia uma garrafa térmica para cada 5 funcionários. Por comodidade acabava bebendo sem gostar. Virou um hábito, apenas no trabalho.

Muitos anos depois ao visitar a fazenda dos avós da minha esposa, me ofereceram um cafezinho depois do almoço. Para ser educado, eu aceitei. Qual não foi a minha surpresa ao constatar que aquele cafezinho era uma delícia. A partir daí procurei descobrir por que até aquele dia eu tinha tomado cafés tão ruins.

Os produtores tradicionais de café (desses que a gente vê no supermercado) não têm o devido cuidado com a seleção dos grãos, com a sua torra e armazenamento. Sem contar que esses cafés mais baratos têm até serragem misturada no pó.

Vou escrever um post às quartas falando de café e tentando contar como faço para tomar um café gostoso.